Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


E ao Dia 60.... O Confiamento acabou

por tron, em 23.05.20

Dois meses de confinamento e começou a minha pálida reconstrução laboral na qual noto que estes dois meses me deixaram com uma ferrrugem diabólica para o meu trabalho e depois as férias que eu tinha pedidas para a semana do Santo António foram-me recusadas e se o horário provisório for mantido, vão ter que me pagar o feriado que se lixam.

Confesso que fique desiludido com a recusa porque estava a contar com aquela semana para ir almoçar com o pessoal do curso de formação nem que fosse uns frangos assados num jardim e umas garrafas de cola ou algo assim para partilhamos experiências deste ano que passou desde do fim do nosso curso.

Ainda não me caiu a ficha do novo horário e ainda estou numa fase de clara habituação porque a esta hora estaria a trabalhar pelo antigo horário e não se sabe quando volto a normalidade, aliás normalidade é uma palavra que não vai existir no léxico nacional durante uns tempos longos devido a esta pandemia.

Nesta nova situação vamos ver como a a vida me corre e esqueci-me de pedir ajuda especializada ao meu neurologista em relação aos meus problemas mentais e isto poderá ser prejudicial no futuro para mim neste desconfinamento, mas o melhor que faço agora nesta fase é ler e ver filmes na TV porque agora até estou a ler um livro bastante interessante e que me está a dar um gozo partilcuar a ler.

Vou ver como vou me adaptar gradulamente ao novo horário, se eu notar que estou a acumular falhas eu prórprio saio e mudo de agulha nem que volte aos cursos do IEFP porque tenho que pensar também na minha sanidade e esta situação de pandemia e estar num call center que lida com um sector que foi directamente afectado por esta pandemia não é das melhores coisas para uma pessoa com problemas de nervos trabalhar.

 

A ver vamos como as coisas param ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:32

Dia números 38 e 39 do Suplício

por tron, em 30.04.20

Mais um par de dias se passaram e a estupidez humana e os objectivos exagerados continuam, mas estou preso de pés e mãos porque tenho que sustentar a minha família e fico a pensar que não sei para onde me viro e fico no ponto de não retorno quase de me suicidar ou algo semelhante ou mesmo de precisar uma ajuda séria para a mente.

Hoje até deu para sair e resolver uma coisa à Santa Casa que já estava meio como tratada e só foi levantar um documento relativamente essencial, mas que era preciso para uma fase da minha vida e da vida da minha família cuja esta ajuda burocrática é fundamental e essencial para o passo seguinte.

Depois comecei a trabalhar sobre o efeito de analgésicos e dos remédios da epilepsia que me deu uma pedra que parecia que eu tinha abusado de algo de estranho, mas ou era isto ou era ir para a urgência hospitalar e eu que tenho passado entre os pingos das chuvas de que é peste, desta fez não passria com toda a certeza e ainda ficaria contaminado com esta peste chinesa.

Bem se as dores de costas voltarem como as tive hoje, tenho que ir ao mesmo ao médico e arranjar uma forma de as mitigar porque senão vou ter que abdicar do teletrabalho por muito que me custe e talvez antecipe férias ou algo semelhante, mas algo tenho que fazer em relação a minha vida porque se a minha saúde física pior além de uma dor de costas, ai terei que agir de outra forma.

Estou a ver como as coisas correm, se me tirarem o teletrabalho, depois vejamos como é que a vida me vai correr....mas quando isto acontecer isto vai dar problemas para alguém e não é só a mim nem a minha família....

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:31

Dia número 34 do Suplício

por tron, em 25.04.20

Mais um dia de trabalho e a tentar fazer omeletes sem ovos, ou seja, com o software de teletrabalho com falhas e com os obejctivos irrealistas a me chatearem a cabeça ao ponto de eu bater com porta.

Ainda hoje falei com a minha única pessoa com quem converso que é a minha mulher e ela diz que estamos presos de pés e mãos e mesmo que eu saísse do call-center e voltasse ao RSI por motivos óbvios que é falta de condições para trabalhar nem isso poderia fazer porque a assistente da Santa Casa vai de férias, ou seja, vou ter me aguentar a bronca a não ser que o meu neurologista veja que eu não estou a aguentar com a pancada.

Dou por mim com um acumular de funções no back-office que dou em maluco e não me pagam mais por isso e quando passo um olhar nos mails vejo muito erro nos mails que nem eu nos meus primórdios da disciplina do TIC antes chamada de ITI ou mesmo no curso de Técnico Administrativo dei e fico a pensar que 80% dos que lá estão a trabalhar são licenciados e fico a pensar se estudaram mesmo ou se têm algum QI ou então estão ali para a "bóia" (calão brasileiro para comer, refeição ou se aplicado no contexto laboral: ganhar para comer).

Eu também estou em parte para a bóia mas dou o meu melhor porque é assim que tem que ser e não pensar em festas nem sei que mais a não ser que ainda tenham amadurecido o suficiente para trabalhar a sério....e mesmo assim não vão chatear estes.

Depois é este empurrar com a barriga para as actividades voltarem ao normal que nunca se sabe quando voltam e comecei a pensar em mudar de actividade laboral antes que frite de vez a marmita porque não posso fritar porque sou a âncora da minha família....

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:17


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Links

  •  
  • Casa - Mãe