Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Dia número 44 do Suplício

por tron, em 05.05.20

Mais um dia de teletrabalho, mais um dia de reclusão enquanto o país se reconstroi aos poucos depois da pandemia do coronavírus, mas se levanta uma grande pergunta interna que quando é que voltarei a trabalhar no call center e deixo esta rotina do back-office que me está a afectar cada vez mais a mente e o corpo.

No final do mês tenho consulta de neurologia e não sei qual vai ser a opinião do médico sobre a minha situação mental e se o médico me marcar uma ida a psiquiatria ou psicologia eu vou e depois vejo qual será a opinião dos possíveis especialistas e se disserem que tenho que sair do call center, bem assim seja e até certo ponto seria positivo para mim e fica a lição de não voltar a repetir o mesmo erro porque quem sabe se mudar de emprego ou voltar para outro curso ficarei melhor do ponto psíquico.

Nunca se sabe o dia de amanhã e muito menos o que vai ser dito pelo médico daqui a três semanas, é mesmo isto nunca se sabe o futuro e somos nós que desenhamos o nosso prórprio futuro.

Não sei mesmo nada sobre o futuro do meu emprego ou se chego a voltar a activa a 100% ou se tenho que mudar a minha agulha para outro emprego qualquer aproveitando a reconstrução da nação do seu maior desastre desde 1755 e esta mudança de agulha ser positiva para mim e para a minha família porque não dá para dar uma situação como a estou a viver em termos laborais que pode se tornar insustentável para mim e para todos que me rodeiam....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:41

Dia número 41 do Suplício

por tron, em 02.05.20

Um dia de trabalho no dia do trabalhador que se revelou produtivo e deu para me sentir útil a acabei por ignorar os objectivos irrealistas que colocam como metas de processamento de serviço em backoffice.

Se não gostarem daquilo que eu faço, digam na cara em vez de enviar mails com objectivos porque isto me chateia, mas faço os possívies por ignorar porque tenho outras coisas para me preocupar e que são muito mais importantes como saber quando acaba a pandemia ou se dizem a verdade sobre os números ou quando largo a porr do teletrabalho e apanho ar ....

Em relação ao trabalho é cada dia na sua vez e se não gostarem digam, agora em relação ao resto, acho que readaptação ao exterior vai ser difícil e ontem quando fui as compras eu vi que mais tempo que o habitual no exterior e tendo horário de trabalho em casa já está a causar os seus efeitos na psique e já a minha mulher notou e disse para ver se não é preciso eu procurar um especialista.

Bem tendo a psique a dar sinais de falha tenho mesmo que ver um especialista assim que for possível antes que seja tarde demais para mim e para os meus...

 

Bolas até a minha mulher já notou...

 

 

O que poderei eu fazer....?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:02

Dia números 38 e 39 do Suplício

por tron, em 30.04.20

Mais um par de dias se passaram e a estupidez humana e os objectivos exagerados continuam, mas estou preso de pés e mãos porque tenho que sustentar a minha família e fico a pensar que não sei para onde me viro e fico no ponto de não retorno quase de me suicidar ou algo semelhante ou mesmo de precisar uma ajuda séria para a mente.

Hoje até deu para sair e resolver uma coisa à Santa Casa que já estava meio como tratada e só foi levantar um documento relativamente essencial, mas que era preciso para uma fase da minha vida e da vida da minha família cuja esta ajuda burocrática é fundamental e essencial para o passo seguinte.

Depois comecei a trabalhar sobre o efeito de analgésicos e dos remédios da epilepsia que me deu uma pedra que parecia que eu tinha abusado de algo de estranho, mas ou era isto ou era ir para a urgência hospitalar e eu que tenho passado entre os pingos das chuvas de que é peste, desta fez não passria com toda a certeza e ainda ficaria contaminado com esta peste chinesa.

Bem se as dores de costas voltarem como as tive hoje, tenho que ir ao mesmo ao médico e arranjar uma forma de as mitigar porque senão vou ter que abdicar do teletrabalho por muito que me custe e talvez antecipe férias ou algo semelhante, mas algo tenho que fazer em relação a minha vida porque se a minha saúde física pior além de uma dor de costas, ai terei que agir de outra forma.

Estou a ver como as coisas correm, se me tirarem o teletrabalho, depois vejamos como é que a vida me vai correr....mas quando isto acontecer isto vai dar problemas para alguém e não é só a mim nem a minha família....

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:31

Dia número 37 do Suplício

por tron, em 28.04.20

O dia teinha que ser torto mesmo com o o software de trabalho não funcionar mesmo e depois foi a Santa Casa a madanr todos os nacionais que vivem na mesma pensão que eu a minha família incluindo a minha família fazer teste de despsite do Covid-19, mas nem foi isto o que me lixou mais o juízo.

O que me deixou mesmo com a cabeça torta foi o software de trabalho ser mesmo uma tartaruga coxa e depois enquanto ia tentando fazer omeletes sem ovos e com os nervos ao ponto de mandar tudo dar uma curva e enviar a carta de demissão assim que possível para não perigar a minha saúde mental, veio um mail de um dos supervisores que pediu um aumento dos objectivos já de si irrealistas de mails e outro anterior que mudou as regras do que era feito antes.

Estas comunicações pelo que aprendi no curso gera conflito e atrito e como o call center apenas se serve dos funcionários que estão vinculados a uma firma de trabalho temporário quem tem as responsabilidades jurídicas do contrato de trabalho é empresa de trabalho temporário que acaba por pagar as favas por o seu cliente ser um canalha.

Fiquei com vontade de sair como nunca e nem sei o que fazer e a depressão voltou e falta um mês para a minha consulta de neurologia, mas tenho que arranjar forma de a antecipar antes que seja tarde para a minha mente ou que caia em algum vício tóxico para a minha vida, tenho que pensar bem antes de voltar ao activo se passo antes a inactiva durante um tempo e respiro um pouco e mudo de ramo porque estes objectivos me estão a pressionar ao ponto de eu sair ao ponto quase sair da rede ....

 

O que faço?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:09

Dia número 34 do Suplício

por tron, em 25.04.20

Mais um dia de trabalho e a tentar fazer omeletes sem ovos, ou seja, com o software de teletrabalho com falhas e com os obejctivos irrealistas a me chatearem a cabeça ao ponto de eu bater com porta.

Ainda hoje falei com a minha única pessoa com quem converso que é a minha mulher e ela diz que estamos presos de pés e mãos e mesmo que eu saísse do call-center e voltasse ao RSI por motivos óbvios que é falta de condições para trabalhar nem isso poderia fazer porque a assistente da Santa Casa vai de férias, ou seja, vou ter me aguentar a bronca a não ser que o meu neurologista veja que eu não estou a aguentar com a pancada.

Dou por mim com um acumular de funções no back-office que dou em maluco e não me pagam mais por isso e quando passo um olhar nos mails vejo muito erro nos mails que nem eu nos meus primórdios da disciplina do TIC antes chamada de ITI ou mesmo no curso de Técnico Administrativo dei e fico a pensar que 80% dos que lá estão a trabalhar são licenciados e fico a pensar se estudaram mesmo ou se têm algum QI ou então estão ali para a "bóia" (calão brasileiro para comer, refeição ou se aplicado no contexto laboral: ganhar para comer).

Eu também estou em parte para a bóia mas dou o meu melhor porque é assim que tem que ser e não pensar em festas nem sei que mais a não ser que ainda tenham amadurecido o suficiente para trabalhar a sério....e mesmo assim não vão chatear estes.

Depois é este empurrar com a barriga para as actividades voltarem ao normal que nunca se sabe quando voltam e comecei a pensar em mudar de actividade laboral antes que frite de vez a marmita porque não posso fritar porque sou a âncora da minha família....

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:17

Dia número 30 do Suplício.... e sim se cumpre um mês de suplicio

por tron, em 21.04.20

Mais um dia de teletrabalho com objectivos irrealizáveis dado o meu olho para os detalhes e depois não tenho o acesso ao software todo.

Confesso que não sei muito o que fazer em relação a isto a não ser daqui a pouco fechar a tenda e mandar tudo as aranhas e pedir as contas e mudar de vida apesar da crise porque o sector no qual o call-center presta apoio não está nos melhores dias e duvido que nos tempos mais próximos melhore e estou a ver que mais tarde ou mais cedo ainda volto aos cursos do IEFP.

Mas vou fazendo o meu trabalho e se não for do agrado me digam na cara logo duma vez em vez de andarem com paninhos quentes e a evitarem de dizer o inevitável e nisto o admiro o meu primeiro patrão porque foi patrão para o bem e para o mal e quando eu não me "encaixava" na empresa foi logo directo sem paninhos quentes.

Faço este trabalho porque tenho que cumprir o meu papel como homem da fam+ilia e por ser único com mais habilitações e ter que me valer delas, ironicamente pareço uma colega minha do curso do IEFP que em termos sociais na família dela era um tudo semelhante a minha situação, ou seja, por ela ter um pouco mais de estudos do que o resto era ela que aguentava com tudo e com um passado traumático, nem sei como ela se aguentou até ao fim.

Fico a duvidar se há um ano fiz bem escolher este emprego, mas também não havia coronavírus....4

Vamos ver como corre o dia de amanhã.... e dia 25 de Abril vou trabalhar e mesmo que fosse minha folga eu fazia questão de trabalhar em respeito por aqueles que trabalham para que a pandemia não tome ainda números extremos....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:32


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Links

  •  
  • Casa - Mãe