Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Dia Número 58 do Suplício

por tron, em 20.05.20

Mais um dia se passou com as trapalhadas da DGS e um dia cheio de trabalho com muita fadiga e pensar que um dia esta espécie de construção nacional vai estar concluída e este confinamento em casa em teletrabalho vai acabar um dia destes.

Estou optimista mas não muito porque basta algo muito leve como um grão de areia para tudo cair como um castelo de cartas e nos tempos livres vou lendo e vendo televisão para manter alguma sanidade mental que por vezes fica nos limites tanto trabalho em cima de uma pessoa só e não raras vezes penso se não seria melhor eu ir para um curso do IEFP ou mudar de agulha aproveitando a reconstrução.

Estou  a fazer há varios dias horas extras e a fadiga começa a se acumular e e depois a psique já há muito que dá sinais de fadiga e de outros sinais provocados pelo confinamento que parece estar próximo do fim mas ao mesmo tempo disante deste mesmo fim como fosse uma espécie de suplício de Tântalo.

Questiono-me se ainda valerá a pena a continuar a trabalhar nas condições como estou e por quanto tempo este emprego ainda irá durar ou se terei que me preparar para o pior, ou seja, o retorno ao RSI e aos cursos de curta duração que nunca têm o interesse de um curso de longa duração ou raramente têm o mesmo interesse.

Cheguei a um ponto que só mes resta esperar pelo dia seguinte e pelas novidades que posso vir.....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:22

Dia número 56 do Suplício

por tron, em 18.05.20

Já está quase a completar dois meses este suplício e apesar dos número da pandemia o disserem, não vejo fim a vista e mesmo dizendo que tudo vai melhorar, mas não sei porquê, algo dentro de mim diz que algo não vai ser assim como dizem.

O dia de hoje foi um dia de descanso e algumas tarefas domésticas que já pediam para ser feitas e assim foram feitas, mas o cansaço e fadiga extrema não me largam e desconfio que tenha que a ver com as horas que passo agarrado ao trabalho e e sempre a sair fora do horário o que pode ser a causa desta fadiga extrema.

Pode ser também um esgotamento mental ou que se chama o burnout que nunca me aconteceu quando o call center estava operacional porque eu fazia pausa e eu em teletrabalho pura e simplesmente só façao pausas para ir a casa de banho e comer, como a pressa e sempre a trabalhar ao mesmo tempo.

Já sei que o meu neurologista não vai aprovar o sistema de trabalho que uso no teletrabalho sem pausas, mas as horas extras sabem bem no final do mês e vamos ver como as coisas correm durante os dias de confinamento porque eu já me sinto farto de estar em casa sempre agarrado ao computador e se não estou ao computador estou a ler e só não faço isso nas minhas folgas, por vezes penso que mais valia ter-me despedido e ter ido pedido o RSI e não pensar em voltar enquanto a reconstrução não estivesse concluída, por outro lado precio de trabalhar para sustentar a minha família.... 

É um tremendo dilema para o qual não tenho qualquer resposta nem hei de achar.....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:32

Dia Número 53 do Suplício

por tron, em 15.05.20

Dei um passeio no meu dia de descanso e deitei um olhar pelas lojas apesar da chuva e ver tudo fechado por casua desta pandemia foi muito doloroso de ver e algumas até que se poderiam adaptar caso o quisessem, mas ou má vontade ou sempre contar com o turismo foi a sua condenação e deixa espaço para outros.

Por outro lado vi que estava mesmo a precisar de sair porque estar fechado sempre a trabalhar e com os ascultadores a debitarem música para me manter concentado nesta espécie de back-office que faço não é muito saudável para a psique de ninguém e tive mesmo que apanhar apesar da chuva de Maio assim um pouco deslocada no tempo.

Não sei se a reconstrução que está a ser feita com passos de bebé vai safar o meu posto de trabalho, mas hoje notei que preciso mesmo de uma ajuda para a minha saúde mental porque não ando mesmo bem e depois trabalho tanto que voltaram as enxaquecas "kamikaze" que atromentaram tanto a mim quando a minha mãe ainda era viva e sei quando elas aparecem nunca é bom sinal para mim.

Amanhã mais um dia de trabalho para tentar chegar aqueles objectivos impensavéis porque tenho que ter algum brio profissional e não sou nenhum chatbot e depois quem sabe no domingo se dou uma volta na tradução que deixei em banho-maria e ando a contar os dias para ir a consulta do neurologista porque estou mesmo, mas mesmo a precisar de ajuda na saúde mental e daqui a pouco estou a ligar para á area do Saúde 24 que cuida desta área e aproveitar que o meu operador de comunicações está a oferecer as chamadas para o Saúde 24.

Este confinamento já não está a ir lá com os meus vícios: leitura e café e nem ouvindo os Queen ou alguma banda de metal gótico a coisa vai ao sítio, apenans quero ver esta reconstrução nacional feita antes que eu tenha que mudar de agulha laboral por motivos de saúde

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:52

Dia número 46 do suplício

por tron, em 08.05.20

Mais um dia de descanso e mais um dia em que sei a fadiga do teletrabalho no lombo, uma fadiga tanto mental como física.

Acabei por uma comprar um remédio natural para controlar as dores de costas porque a minha cadeira de trabalho não é ergonómica e as minhas costas se ressentem desta fallha no desenho da mesma, mas quando se compra material barato e não se conta com a hipótese de teletrabalho acontece estas coisas.

Sinto-se cansado e como disse ontem vou mesmo pedir ao meu neurologista ajuda para a sáude mental e se antes da consulta a saúde mental começar a abrir rachas, então terei mesmo que tomar outras medidas mais extraordinárias neste campo da saúde mental.

Bem o certo que amanhã é mais um dia de trabalho e mais um dia de seca porque já estou a ficar naquele limite que uma pessoa sente que está bem e quer quer estar além de onde está no momento proque não está bem, por outro lado não me posso esquecer que ainda estamos nos primeiros passos da reconstrução e esta tem que ser feita com pezinhos de lã.

E estes pezinhos de lã têm que deixar esperto para nã ficar depois com as calças na mão porque estou a ver que a coisa está a ficar a feia demais para o que deveria de estar na presente fase e tenho que pensar em mudar a agulha antes que algo que estoire no meu colo e que ainda tenha que apanhar os cacos.

 

Mais um dia se passou

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:45

Dia número 43 do Suplício

por tron, em 04.05.20

Mais um dia passou com um tédio de domingo que meteu nojo tirando o facto de ter ido comprar máscaras, ter lido e ter avanaçado na minha tradução.

De resto foi ver mais um dia a exourar sem grande ânimo, ainda por cima sendo dia da mãe que para mim é algo que deixei de contar para mim há 5 anos e depois a minha família próxima não me diz nada, não me fala o que ainda mais me deixa afectado mentalmente.

Amanhã recomeça a rotina de trabalho e mais uma semana de de de labuta diária e de vida chata que parece me estar a chupar a minha energia vital e a queimar a minha psique aos poucos e já disse que a minha mulher notou que tenho que procurar um perito e é que tenho mesmo.

Agora é pensar cada dia na sua vez e vamos ver como vai correr a semana porque vou estar mesmo na pastilha do esgotamento num mês onde tenho a consutla do meu neurologista que ele não vai achar muita graça da maneira como a minha psique está a fucnionar e que a mesma está mesmo a frtitar. e se ter que tomar anti-depressivos, então alguém irá ser responsabilizado....

 

 

 

A vida é mesmo lixada

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:37

Dia número 33 do Suplício

por tron, em 24.04.20

Hoje deu-me para dormir, sem ter grande intresse na tradução ou a pensar no trabalho, a ideia até passou por o largar o trabalho e pensar noutro rumo na minha vida porque já estou a ficar farto do caminho que a minha vida leva.

Noto que preciso de ajuda especializada para encontrar um caminho para a minha vida que não sei que caminho leva.

Amanhã e depois é mais um dia de trabalho na última semana do mês e vamos ver como é que as coisas correm em termos de trabalho e se poderei voltar a activa e deixo esta entediante função de funcionário em back-office que não me leva a lado nenhum e conto os dias para a minha vida voltar ao normal e parecem que estes dias estão cada vez mais longe como fosse o suplício de Tântalo.

Nem o que pensar da vida a não ser que preciso mesmo de ajuda que de tanto dormir nem peguei na tradução e nem fiz nada de jeito e depois foi dia mesmo excitante como uma corrida de caracóis.

Não sei mais o que pensar da vida ou que fazer dela...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:53

Dia número 28 do Suplício

por tron, em 19.04.20

Hoje já consegui engrenar com a situação dos mails em back-office, sei que me senti produitivo e matei o vício de trabalhar, foi daqueles dias que gosto, trabalhar até tombar e voltar a levantar-me e assim passou-se o dia com alguma dor de cabeça, muita fadiga e com alguma incerteza porque não sei ainda o futuro com tanta restrição e tanta incerteza na evolução do coronavírus.

Este back-office está a por em prática muito do que aprendi no curso do IEFP e da formação que tive antes de entrar no call-center e esta conjução dá-me algum gozo porque estou a praticar tudo que aprendi nos últimos 3 anos ou quase tudo e isto é bom e o receio que senti quando entrei no curso de ser algo em vão ou para passar o tempo passou.

Mas a depressão ainda se sente como se sente a incerteza dos dias e desta situação de estar parado sem nada e apesar de ter estado de férias, o mais próximo que tive foi uma baixa por fadiga na tipografia que foi o meu primeiro emprego em 2002.

Vamos ver cada dia na sua vez e como a situação vai decorrer ao longo dos dias e se ter que sair do barco, assim farei por muito que me custe, mas se continuar melhor será, e assim sendo mais vale viver cada dia na sua vez e gozando cada dia conforme posso.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:26


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Links

  •  
  • Casa - Mãe