Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Dia número 54 do Suplício

por tron, em 16.05.20

Mais um dia de trabalho onde o trabalho foi o escape para eu fugir de recordações de infância que estavam no fundo da minha memória, as quais não queria lembrar por nada deste mundo.

Foi um momento de pesadelo do qual quase nem pode fugir se não fosse o facto de estar a trabalhar com música bem alta o que ajudou a esquecer esta dor da alma que me consumiu bastante o espírito.

Dei por mim a trabalhar de forma mecânica porque há eventos transmitidos pelas notícias que trazem o pior de nós ao cima e fazem recordar coisas esquecidas e que estão arquivadas numa qualquer subcave da nossa memória e se não fosse o meu hábito de ouvir música enquanto trabalho, eu simplesmente ontem não teria conseguido trabalhar e teria que procurar ajuda psiquiátrica num hospital mesmo que me contagiasse de forma acidental com o Covid-19.

Tenho memórias da minha vida que gosto e quero manter esquecidas e só me acalmei ao ver durante a madrugada o concerto de tributo a Freddie Mercury, porque se não a esta hora nem dormir eu tinha conseguido e considerar alguns seres "humanos" é forçar muito a definição do conceito de Humanidade.

Hoje para mim vai ser dia de trabalho e quem me fizer algo que me recorde a infância tenebrosa que eu tive, vou ficar chateado com esta pessoa seja qual for porque há coisas que eu não quero lembrar por nada deste mundo, sobretudo estando a trabalhar em casa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:22

Dia número 11 do Suplício

por tron, em 02.04.20

É quase certa a continuação do Estado de Emergência e da minha reclusão por mais 15 dias pelo menos e assim sendo não sei quando voltrei a trabalhar e até se voltarei a trabalhar apesar do feedback positivo da minha supervisora.

Esta situação me deixa indeciso de como passar o tempo e até já pensei em retomar o blog de astronomia que está congelado há quase dois anos para ver se ponho a mente em uso antes que me passe da marmita porque cada dia que passa nesta reclusão é mais um prego, mais uma flagelação nas minhas costas e a dor vai aumentando progressivamente com o passar dos dias.

Esta quarentan me consome ao longo das horas e nem a entrevista do Grande General Ramalho Eanes me tirou deste estado de treva mental apesar da qualidade das suas palavras.

Vou ser amanhã consigo pegar na Science & Vie e voltar as traduções senão começo a dar em doido e ando a esconder este estado depressivo da minha mulher porque é mesmo do meu feitio esconder o meu sofrimento dos outros até ao limite de rebentar....

Gostava de ser menos concha mas não consigo....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:59


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Links

  •  
  • Casa - Mãe